Portabilidade numérica chega a 29 milhões de trocas em 7 anos

11,20 milhões foram efetivadas por telefones fixos e 18,10 mi de móveis. Em São Paulo, foram mais de 9 milhões de trocas feitas.

Em todo o Brasil, mais de 29 milhões de trocas de operadoras sem mudança do número do telefone foram efetivadas nos sete anos de existência da portabilidade numérica completados em setembro. As informações fazem parte do relatório trimestral da Associação Brasileira de Recursos em Telecomunicações (ABR Telecom), entidade administradora do serviço.

De setembro de 2008 a 30 de setembro deste ano, 11,20 milhões (38%) de migrações foram efetivadas por usuários de telefones fixos e 18,10 milhões (62%) de terminais móveis.

Somente em 2015, entre janeiro e setembro, foram 3,03 milhões de trocas de operadoras por meio da portabilidade numérica. Dessas, 1,15 milhão (38%) foram para telefones fixos e 1,88 milhão (62%) para móveis.

A portabilidade numérica foi implantada gradativamente a partir de setembro de 2008 nos 67 DDDs em operação no Brasil, alcançando todo o território nacional em março de 2009.

São Paulo
Desde que a portabilidade numérica passou a fazer parte dos serviços telefônicos dos DDDs 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18 e 19, os usuários da área realizaram 9,1 milhões de ações de portabilidade numérica. O equivalente a 3,56 milhões (39%) de solicitações foram feitas por usuários de telefones fixos e 5,54 milhões (61%) de telefones móveis.

Terceiro trimestre
Em todo o território nacional, considerando apenas o terceiro trimestre deste ano (julho a setembro), a ABR Telecom informa que 1,06 milhão de trocas de operadoras foram concluídas. Nesses três meses, 387,58 mil (36%) migrações demandadas por usuários de terminais fixos e 678,53 mil (64%) de móveis.

No terceiro trimestre, entre os telefones atendidos pelos DDDs 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18 e 19, de São Paulo, o relatório da ABR Telecom mostra a efetivação de 375,95 mil solicitações de portabilidade numérica entre os meses de julho a setembro. Os usuários de telefones fixos respondem por 120,39 mil (32%) transferências e os de móveis, por 255,56 mil (68%).

Via g1.globo.com

Deixe uma resposta