Negócio virtual é opção para quem quer ter renda sem investimento

Tendência virtual favorece visibilidade, agilidade e variedade de serviços. Para especialista, alternativa é promissora, mas é necessário legalização.

Negócio Virtual é Opção para Quem quer ter Renda sem Investimento

Oportunidade de negócio fácil, rápido e quase sem investimentos. Esses são alguns dos pontos positivos de abrir uma loja virtual.

De acordo com o Doutor em Ciências da Comunicação, Vitor Corte Real, o negócio virtual é promissor porque garante visibilidade, agilidade e variedade de produtos e serviços, no entanto é necessário buscar a legalização.

A estudante Evelyn Brandão resolveu investir no negócio virtual em 2013 e criou uma página no Facebook. “A gente publica no brechó os produtos por um preço e a pessoa interessada marca um lugar com a gente”, explica a ela sobre a ideia do brechó virtual.

Retorno financeiro

Ela e as demais estudantes se encontram em locais públicos para negociar roupas, acessórios e outros objetos que estiverem disponíveis. Apesar de ter criado o negócio, Evelyn não interfere na negociação dos produtos, que é feita entre as clientes.

Investir no negócio virtual também foi a iniciativa da autônoma Lilian Araújo. Ela, que já foi cliente do brechó virtual conta que resolveu criar o seu próprio negócio virtual com a diferença que é ela mesma é quem disponibiliza os produtos.

“Consigo pagar minhas contas e, hoje, eu vivo disso”, comenta ela, que diz não ter tido custo para criar o projeto.

A estudante Evelyn concorda que o retorno financeiro do brechó virtual é possível. Por causa de problemas financeiros, ela já teve dificuldades para conseguir pagar o documento do carro e encontrou no brechó uma alternativa. Após colocar as roupas para vender, ela adquiriu o dinheiro necessário em duas semanas.

Legalização

Apesar de acreditar no retorno positivo deste tipo de negócio, o Dr. Vitor Corte Real, alerta que é necessário garantir a segurança dos clientes e dos vendedores. Ele aconselha que os vendedores legalizem o negócio.

“Com uma taxa mensal muito baixa, você tem o CNPJ e a possibilidade de emitir nota fiscal. E quem produz isso também tem uma segurança de que vai receber o que está produzindo porque tem um respaldo da legislação com relação ao seu negócio”, conclui.

Via g1.globo.com

Deixe uma resposta