Confiança do pequeno empresário melhora, mas pessimismo persiste

Confiança do pequeno empresário melhora, mas pessimismo persiste

A confiança do micro e pequeno empresário aumentou 15,1% em maio na comparação com o mesmo mês de 2015, de acordo com indicador calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). As duas entidades, no entanto, ponderam que o resultado não pode ser considerado tendência de melhora, pois em abril o indicador havia atingido um patamar muito baixo.

No mês passado, o indicador havia caído 12% em relação a março, chegando ao menor patamar em sete meses. Assim, a pontuação atingida em maio foi um retorno à média da série história do primeiro trimestre do ano.

O patamar registrado em maio foi de 42,19 pontos no indicador, ainda abaixo no nível considerado neutro, de 50 pontos, demonstrando que os empresários entrevistados continuam pessimistas com as condições econômicas do país e de seus negócios.

A pesquisa mostra ainda que o indicador que mede a percepção dos empresários sobre as expectativas para o desempenho de duas empresas e a economia brasileira registrou piora em maio.

Entre os empreendedores, 86% consideram que a economia piorou nos últimos seis meses, contra apenas 3,6% que apontaram melhora. Além disso, 61,1% afirmam que os negócios pioraram, enquanto 8,3% dizem ter melhorado.
Com relação às expectativas para o desempenho da economia nos próximos seis meses, 37,3% dos micro e pequenos empresários manifestaram confiança e 33,8%, pessimismo. Sobre os próprios negócios, 51,8% se disseram otimistas e 14,5%, pessimistas.

Via g1.globo.com

Deixe uma resposta